Cartas a jato!

Estamos tão acostumados com a velocidade da informação de hoje, que pensar que algumas vezes eram necessários meses para que uma carta chegasse ao seu destino final parece quase irreal. A Internet revolucionou a velocidade da comunicação e fez com que o mundo inteiro fosse conectado no mesmo instante. Mas e antigamente? Como as pessoas se comunicavam?

Luda, em A Última Carta, tem uma reviravolta em sua vida com a chegada de uma carta. Na época da Segunda Guerra Mundial, a forma de comunicação entre pessoas acontecia, basicamente, por meio de cartas entregues pelo sistema postal (os correios) e as notícias demoravam a cair em nosso conhecimento.

Os primeiros indícios de comunicação são de 2000 A.C., no Antigo Egito. Por meio de mensageiros, os decretos eram divulgados por todo o Estado a pedido dos faraós. A característica que mais chama atenção nessas “cartas” era a formalidade e introduções corteses ao faraó: “Ao rei, meu senhor, meu deus, meu sol, sol do céu, assim fala Yapakhi, o homem de Gazri, teu servo, pó de teus pés, servo de teus cavalos (…)”.

Devido à grande distância percorrida pelos mensageiros, os grandes chefes de estado passaram a criar postos de descanso, e assim, o responsável pela encomenda entregava-a ao próximo mensageiro. Em média eles percorriam 70 quilômetros a pé e 200 quilômetros a cavalo, tudo para entregar o mais rápido possível o que lhe foi encarregado.

Passou-se o tempo e em cada país a forma de entrega de correspondência foi sendo melhorada e aperfeiçoada de acordo com a necessidade de cada lugar. As formas mais inusitadas foram desde Código Morse até Pombo Correio. Este curioso meio de entrega de mensagem foi muito utilizado no Império Romano, que formou um exército de 6000 pombos treinados e que voavam a uma velocidade de 60 quilômetros por hora! A escolha do uso do pássaro se deu quando o homem percebeu que o instinto do animal era o de retornar para onde havia nascido, mesmo se distanciando por cerca de 1000 quilômetros em sua jornada.

cartaJá no Brasil, a primeira carta reconhecida é a de Pedro Vaz de Caminha, quando anunciou a descoberta da terra nova ao rei. A correspondência tinha que atravessar o oceano nas grandes embarcações, levando meses para ancorar em seus destinos. O  sistema de correio no país só se configurou quando a família real veio se instalar nas terras tropicais. Era necessário uma melhor administração da comunicação com Portugal e também entre as províncias.

Viram como informar outra pessoa distante antigamente era bem mais demorado e trabalhoso? Hoje precisamos apenas de um pequeno aparelho conectado à rede, e aí podemos falar com o mundo inteiro em menos de um segundo!

Advertisements